Cate Blanchett e Robert Redford são os dois jornalistas da cadeia de televisão CBS, que foram os protagonistas do ‘Caso Memogate’, num emocionante thriller jornalístico realizado por James Vanderbilt, o argumentista de ‘Zodiac’, de David Fischer.

Esta primeira obra de James Vanderbilt, o argumentista de ‘Zodiac’ e de ‘The Amazing Spider-Man’, vem confirmar tal como tinha acontecido com ‘O Caso Spotlight’, de Tom McCarthy — Óscar de Melhor Filme 2016 — que o jornalismo de investigação está vivo e o tema ainda não está esgotado no cinema.

‘Verdade’ é um filme sobre o chamado ‘Caso Memogate’, o escândalo jornalístico sobre a controversa investigação que a cadeia de televisão CBS, trouxe a público em 2004 onde afirmava que, o então presidente dos EUA, George W. Bush, tinha utilizado todo o tipo de influências para não cumprir o seu serviço militar na Guerra do Vietname. O escândalo  aconteceu porque o jornalista Dan Rather (Robert Redford) e a sua equipa de informação, liderada por Mary Mapes (Cate Blanchett), não verificaram a autenticidade dos documentos que apresentaram como originais no ’60 Minutos’, o noticiário de maior audiencia da CBS.

Pondo de lado a controvérsia, ‘Verdade’ é um interessantíssimo thriller jornalístico que funciona como uma espécie de ode à essência do jornalismo de investigação, que tem sido devorado aos poucos pelos poderes do dinheiro, do tráfico de influências e das audiências televisivas e não só. Estruturado na primeira hora como um audaz manual de procedimentos para prosseguir sem trégua uma investigação jornalística e como um drama de dúvidas e incertezas na sua segunda parte, ‘Verdade’ é um filme que nos transporta para uma grande história verídica, assente num excelente argumento, — com excepção para uns certos tiques democrata-liberais americanos, que se notam em certos momentos —, que faz recordar o espirito dos magníficos thriller jornalísticos de Alan J. Pakula (‘Os Homens do Presidente’) ou de Sidney Lumet (The Network), dos anos 70’.

‘Verdade’, é o tipo de filme em que como espectadores somos confrontados com personagens que lutam contra todas as adversidades para trazer a público a aquilo em que realmente acreditam, embora por vezes seja cada vez mais difícil, mesmo para os jornalistas — e é um sinal dos tempos — distinguir entre a veracidade dos factos, documentos, fontes e a construção da mentira. É o caso da forte personagem feminina interpretada por Cate Blanchett que na segunda parte do filme é sujeita a uma verdadeira caça às bruxas, que a própria jornalista Mary Mapes sofreu — publicada em livro e com excerto na Vanity Fair —, e que dá à atriz mais uma excelente oportunidade de mostrar a sua capacidade interpretativa.

“Verdade”

Título original: “Truth”

De: James Vanderbilt

Com: Cate Blanchett, Robert Redford, Dennis Quaid

Género: Drama, Biografia

Classificação: M/12

Outros dados: AUSTRALIA, EUA, 2015, Cores, 2h 5min